28 de junho de 2017

Parei de me culpar

Faz tanto tempo que eu não paro pra escrever nesse meu cantinho-, ultimamente tenho me ocupado feat. focado em outras coisas. Nunca escrevi aqui no blog, mas eu locuto em algumas rádios do joguinho chamado Habbo. Sim! Aquele que deu fama a Malena0202

Sempre quando eu volto para o meio da locução eu acabo focando demais, e acabo "esquecendo" o blog. Mas desta vez não irei me culpar pelo o sumiço, estava ocupado fazendo algo que eu gostava, essa coisa de escrever por obrigação que não é legal.

culpa
substantivo feminino
  1. 1.
    responsabilidade por dano, mal, desastre causado a outrem.

Obviamente eu tenho que me cobrar, mas não exigir muito do que as minhas forças estão para dar. Muita coisas aconteceram comigo durante 2016, e no começo de 2017, o que acarretou na minha depressão-, fui ao médico, foi-me receitado 'Fluoxetina' por dois meses. O que não aconteceu, tomei o medicamento por duas semanas. Minha familia começou a falar tanta ~merda~ do remédio, dizendo que o mesmo iria me emagrecer, iria tirar meu apetite e que eu estava magro demais e blá blá blá. Então para "deixar-los mais tranquilos" resolvi parar de remédio. Confesso que fiquei com medo de depender de um remédio para "ser feliz".

De fato, eu não sei bem o que gerou a depressão, eu digo que foram os acontecimentos que exigiam forças da quais eu já não tinha mais; fazer dezoito-anos, pressão sobre pressão, meus amigos indo embora, criei expectativa em uma pessoa e não deu certo. Foi um momento de decepções atrás de decepções.

O post não é para falar sobre a minha depressão, talvez eu deva escrever sobre isso mais tarde, mas no momento não quero.
Que obra de arte hein?!

Estou dizendo coisas afirmativas para mim mesmo, o meu grande problema é que eu me culpo demais. Tudo o que acontece de ruim, parece que eu tenho uma certa culpa. São coisas fúteis, mas que se eu não tivesse feito 'isso' não teria acontecido 'aquilo' (por favor senhores, não vão pensar em sexo, hein? -risos-)

Tem uma frase que eu ouvi no canal da Luana Piovani-, "Não sofro pelo o irreversível". Basicamente é uma filosofia de vida, o que aconteceu está no passado. O tempo que eu perdi, que eu poderia estar produzindo conteúdo para mim mesmo foi desperdiçado e já passou, ponto. O que me resta agora é o futuro, e devo aproveitar mais dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chegou a hora de comentar... Poxa, não vai cair seus dedos u.u